a Puroesporte: Rio 2016 e IPC expressam sua profunda tristeza pela morte de Bahman Golbarnezhad
Subscribe: flickr

Ads 468x60px

domingo, 18 de setembro de 2016

Rio 2016 e IPC expressam sua profunda tristeza pela morte de Bahman Golbarnezhad


Bahman Golbarnezhad também disputou provas no Velódromo
O Comitê Organizador dos Jogos Paralímpicos Rio 2016 junta-se ao Comitê Paralímpico Internacional (IPC) e expressa sua profunda tristeza pela morte do ciclista iraniano Bahman Golbarnezhad, ocorrida após um acidente durante a prova de ciclismo de estrada classes C4-5, neste sábado (17).

O IPC confirma que Bahman, de 48 anos, sofreu um acidente por volta das 10h40, em Grumari, uma área montanhosa da prova. O atleta foi atendido no local do acidente e estava sendo transportado ao hospital quando sofreu uma parada cardíaca. A ambulância se dirigiu ao Hospital Unimed, na Barra da Tijuca, onde o atleta morreu pouco depois de chegar. A família de Bahman, que está no Irã, foi informada durante a tarde. Já a delegação iraniana foi reunida na Vila Paralímpica para receber a notícia.

"Essa notícia nos deixa de coração partido", disse Sir Philip Craven, presidente do IPC. "Os pensamentos e condolências de todo o movimento Paralímpico vão à família de Bahman, a seus amigos e colegas de equipe, bem como ao Comitê Paralímpico do Irã". "A família Paralímpica está unida no luto diante desta terrível tragédia, que deixa uma mancha nestes fantásticos Jogos Paralímpicos", completou Sir Craven.

"É uma notícia muito triste para o esporte e o movimento Paralímpico", afirmou Carlos Nuzman, presidente do Comitê Rio 2016. "Nossos corações e nossas orações estão com a família de Bahman, seus colegas e com todas as pessoas do Irã".

Brian Cookson, presidente da União Ciclística Internacional (UCI), também se pronunciou: "Estou devastado com a morte do ciclista iraniano Bahman Golbarnezhad. Nossos pensamentos estão com a família, os amigos e o Comitê Paralímpico do Irã. A eles oferecemos nossas mais sinceras condolências".

Após a morte de Bahman, a bandeira do Irã foi baixada a meio-mastro na Vila Paralímpica. O mesmo acontece com a bandeira Paralímpica na Vila e no Riocentro, onde o Irã enfrenta a Bósnia-Herzegovina no domingo (18), na final do voleibol sentado. Um minuto de silêncio será respeitado durante a cerimônia de encerramento dos Jogos, no domingo.

Uma investigação está em curso para analisar as circunstâncias do acidente. Esta era a segunda prova de Bahman no Rio 2016. Na quarta-feira (14), ele participou do contrarrelógio masculino classe C4, na qual foi o 14º colocado. Ele já havia participado dos Jogos Londres 2012.

0 comentários: